De Cronos a Kairos: primeira sessom do obradoiro Tribalizando

Na antiga Grecia empregavam-se duas palavras para nomear o tempo. Cronos e kairos representavam diferentes formas de entendê-lo. Assim, o primeiro refere-se ao tempo cronológico ou lineal, enquanto que o segundo é subjetivo e remete ao tempo oportuno. O instante propício, preciso e presente. O momento vivenciado.

Começamos esta viagem polos (auto)cuidados abordando algo tam crucial como a vivência do tempo. Umha dimensom essencial para o autocuidado, na medida em que nos convida a focalizar no aqui-agora e desde ai ser capazes de entregar-nos ao poder regenerador do desfrute.

Foto: pexels-pixabay.
Continuar lendo…

Abraçando a ansiedade, compreendendo a sua mensagem

Hoje ao preparar o encontro biocêntrico do próximo domingo, que como sabes versará sobre o acorpamento coletivo da ansiedade desde a compaixom, lembrei deste artigo da querida Mai Insua para a Revista Revirada.

Um texto que me ressoa muito porque comunica desde a experiência própria e a vulnerabilidade. E também porque nos convida a abraçar esta emoçom e compreender a sua mensagem:

“A ansiedade ten que ver cun sistema natural de alerta que traemos de base e que está relacionado coa nosa supervivencia. “

Ilustraçom: Kathrin Honesta.
Continuar lendo…

Tecendo Saúde: acorpando a ansiedade

O sistema quere-nos débeis, tristes, separades. Mais com o feminismo aprendim que o pessoal é político e é por isso que precisamos politizar as nossas emoçons e sentires, mais sobre todo, a nossa sanaçom. Sanar-nos é um ato de tenrura para conosco. Advoguemos sempre polo autocuidado.” Yadira del Mar

Acorpar as sensaçons físicas que conleva a ansiedade e o sentimento de falta de controle, o medo e a angústia. Oferecer-nos contençom amorosa e vivenciar a segurança e a confiança como possíveis caminhos para converter a ansiedade e o medo em coragem e alegria de viver. Este é o convite para o próximo Encontro Biocêntrico On Line Tecendo Saúde que terá lugar o domingo 28 de fevereiro.

Continuar lendo…

Vivenciar os (auto) cuidados em comunidade: calendário atualizado

Devido as restriçons sanitárias anunciadas o passado mês tivemos que adiar o início do obradoiro para o mes de marzo. A seguir encontrarás o calendário de sessons atualizado.

Muito tem-se falado de cuidados e autocuidados ultimamente. Porém, como podemos sementar estas práticas no quotidiano quando à nossa volta imperam os ritmos acelerados, a desconexom com os sentires, o anestesiamento do corpo, os automatismos, a preponderância do externo frente ao interno, o esfarelamento dos vínculos? Como fazê-lo sem companhia que acolha e fortaleça, que sustente e que nos faga avançar? Sem a tribo?

Oferecemos seis encontros para facilitar a construçom da urdume de cuidados que tanto precisamos. Através do círculo de palavra, da música e do movimento abordaremos diferentes dimensons a cultivar para enraizarmos os cuidados no plano pessoal e coletivo.

Continuar lendo…

Tecendo Saúde: iluminando intençons

Tencionar é um potente motor para a realizaçom do que desejamos. É claro que nom basta com desejar. Há estruturas e fatores que condicionam o devir dos acontecimentos e as oportunidade de concretizaçom, mais ainda para quem pertence a grupos vulnerabilizados. Nom reconhecê-lo seria desentender-nos dos privilégios que nos forom outorgados.

Ainda assim, viajar ao nosso espaço íntimo para escutar àquilo que realmente queremos e conectar com as nossas autênticas motivaçons existenciais alimenta o processo de crescimento pessoal. Ajuda a realizar mudanças nas nossas vidas por mais pequenas que sejam. Impulsam o nosso caminhar.

Para que este movimento seja potente e vigoroso oferecemos este espaço de iluminaçom da vitalidade pois dela depende cultivar as nossas intençons.

Continuar lendo…

Seguir cultivando existências em comúm

No último dia do ano chegaram-me desde Canárias estes versos da querida Koldobi Velasco. Emocionaram-me muito e de imediato senti que representam a essência deste projeto. Os nossos desejos para este novo ano.

Seguiremos a nutrir redes de colaboraçom e afeto que sustentem existências em comúm. Que agromem muitos mais ácios plenos de sabor, cor, companhia neste ano.

Última sessom do obradoiro Enraizar em Compostela

Atualmente a transcendência está considerada como um fator protetor da saúde. A expansom da consciência e o desenvolvimento de umha ética existencial estám relacionadas com um maior bem estar e qualidade de vida.

Neste encontro propomo-nos a iluminar a capacidade de transcender e de sentir-nos em comunhom com a rede da vida. Transmutar situaçons difíceis em motivaçom para viver com o fim de seguir medrando em sabedoria e bem estar. Farêmo-lo através da música e do movimento, num clima afectivo e lúdico de nutriçom da nossa força interior.

Continuar lendo…

Biodanza Cheia de Vida está na segunda feira de projetos de vida feministas

Laborando 2 é um espaço de encontro, sensibilizaçom, visibilizaçom e formaçom de projetos liderado por mulheres e/ou que trabalha desde a perspectiva feminista e que se desenvolverá em formato virtual do 15 ao 30 de novembro. Os objetivos som criar umha rede de sororidade e ajuda mútua, visibilizar a presença e projetos de mulheres em distintos âmbitos e pôr em valor as nossas experiências.

Na quarta feira/ mércores 18 de 18 a 20hs estaremos participando do Fórum “Coidados e sáude dende a perspectiva feminista”.

Continuar lendo…

Tecendo Saúde: transformar a frustraçom em força criativa

Desanudar emoçons difíceis, canalizando-as cara a fins construtivos e criativos.

A frustraçom e a raiva som emoçons mui frequentes nos últimos meses. A atual situaçom sanitária está a colocar-nos frentre a desafios e cambios continuos. Diariamente estamos a lidar com expectativas que se frustram, planos que nom podemos levar a cabo, hábitos que nos vemos na necessidade de cambiar.

Para transitar esta situaçom de forma saudável é vital aprender a canalizar estas emoçons de modo a que nom se convertam em comportamentos de mal trato para conosco e para com as demais pessoas. Evitar que se cristalicem como amargura ou autocomiseraçom supondo um fator de risco para a nossa saúde e bem estar.

Continuar lendo…