Fluidez e contençom amorosa para um corpo que se contrae

Estas semanas fiz um descubrimento. Ou melhor, assentei e resignifiquei algo que sei há algum tempo com as células, mas que ainda nom chegara à consciência.

Sou umha pessoa que convive com umha escoliosis desde pequena. Toda a vida escutei a profissionais da traumatologia dar-me a receita de como prever contraturas lumbares e estar dias dolorida: higiene postural, exercício, fortalecer a musculatura na que se sustenta a coluna. Depois de anos habitando esta casa que é o meu corpo, descobri algo mais. Algo que me está ajudando a entender-me e a situar-me neste momento porque levo duas crises em quinze dias.

Foto: Heike Gerdes (Flickr)
Continuar lendo…

Em tempos de escasez vale ainda mais a intençom da semente

Se não houver frutos, valeu a beleza das flores; se não houver flores, valeu a sombra das folhas; se não houver folhas, valeu a intenção da semente.” Maurício Francisco Ceolin

Hoje a chuva escampou depois de dias caindo forte. Saiu um raio de sol chamando ao passeio, a respirar o ar húmido e renovador. Levava ânsia de terra e de verde nos olhos. Tudo ao redor parecia empapado por umha magia diferente essa tarde. O parque de sempre semelhava umha fraga misteriosa e nutricia. E de súpeto vim-na.

Nas hortas que dam colorido e alimento ao bairro vim medrar esta árvore. Conhecim-na quando ainda era feble e desajeitada. Em dias de invernia mesmo parecia que se quebraria com algumha rajada de vento. Nom dava sombra, nom chamava demasiada atençom. Era umha árvore mais.

Continuar lendo…

Abrir as portas de casa e partilhar(me)

Um lar é muito mais que umha casa. Para além da estrutura que tem e das prestaçons que oferece, um lar está empapado de elementos subjetivos que apelam à segurança e aos afetos. É um espaço para sentir-se à gosto e ao que podes convidar outras pessoas e cuidar de que também elas sintam-se bem. Porque àquilo que partilhamos saboreia-se com mais prazer, com mais satisfaçom.

Continuar lendo…