Abrigo seguro: segunda sessom do obradoiro Tribalizando

“… y llegará el instante en el que mires el mapa y el lugar seas tú.” Èlia Farrero

Como som os lugares nos que me sinto confortável, em segurança e cuidade? Dou-me permisso para passear polas minhas paisagens internas? Por quais territórios transito e quais permanecem desconhecidos? Como estou a viver a mingua dos espaços coletivos de encontro e partilha desde que se instalou a pandemia nas nossas vidas?

Navegar por estas e outras perguntas para descubrir através do corpo e da vivência possíveis rotas que nos ajudem a seguir construindo o nosso mapa dos (auto)cuidados. Este é o convite da segunda sessom de Tribalizando, dirigida a exploraçom do papel dos espaços para os (auto)cuidados.

Foto de Camila Cordeiro no Pexels.
Continuar lendo…

De Cronos a Kairos: primeira sessom do obradoiro Tribalizando

Na antiga Grecia empregavam-se duas palavras para nomear o tempo. Cronos e kairos representavam diferentes formas de entendê-lo. Assim, o primeiro refere-se ao tempo cronológico ou lineal, enquanto que o segundo é subjetivo e remete ao tempo oportuno. O instante propício, preciso e presente. O momento vivenciado.

Começamos esta viagem polos (auto)cuidados abordando algo tam crucial como a vivência do tempo. Umha dimensom essencial para o autocuidado, na medida em que nos convida a focalizar no aqui-agora e desde ai ser capazes de entregar-nos ao poder regenerador do desfrute.

Foto: pexels-pixabay.
Continuar lendo…

Vivenciar os (auto) cuidados em comunidade: calendário atualizado

Devido as restriçons sanitárias anunciadas o passado mês tivemos que adiar o início do obradoiro para o mes de marzo. A seguir encontrarás o calendário de sessons atualizado.

Muito tem-se falado de cuidados e autocuidados ultimamente. Porém, como podemos sementar estas práticas no quotidiano quando à nossa volta imperam os ritmos acelerados, a desconexom com os sentires, o anestesiamento do corpo, os automatismos, a preponderância do externo frente ao interno, o esfarelamento dos vínculos? Como fazê-lo sem companhia que acolha e fortaleça, que sustente e que nos faga avançar? Sem a tribo?

Oferecemos seis encontros para facilitar a construçom da urdume de cuidados que tanto precisamos. Através do círculo de palavra, da música e do movimento abordaremos diferentes dimensons a cultivar para enraizarmos os cuidados no plano pessoal e coletivo.

Continuar lendo…

Última sessom do obradoiro Enraizar em Compostela

Atualmente a transcendência está considerada como um fator protetor da saúde. A expansom da consciência e o desenvolvimento de umha ética existencial estám relacionadas com um maior bem estar e qualidade de vida.

Neste encontro propomo-nos a iluminar a capacidade de transcender e de sentir-nos em comunhom com a rede da vida. Transmutar situaçons difíceis em motivaçom para viver com o fim de seguir medrando em sabedoria e bem estar. Farêmo-lo através da música e do movimento, num clima afectivo e lúdico de nutriçom da nossa força interior.

Continuar lendo…

Obradoiro temático Enraizar: agora também em Corunha

A resiliência é um conhecido fator protetor da saúde e do bem estar. Através de 3 sessons temáticas abordaremos diferentes aspectos da resiliencia empregando a metodologia Biodanza. Através da palabra partilhada, da música e do movimento enraizaremos os conteúdos e trataremos de sementar a força interior que precisamos para atravessar estes tempos difíceis, cuidar a nossa saúde e projetar-nos cara o futuro.

Pessoa de costas para a câmara levantando o cabelo e com uma folha apoiada sobre a sua coluna vertebral.
Foto: Matheus Bertelli em pexels.
Continuar lendo…