Biodanza Cheia de Vida está na segunda feira de projetos de vida feministas

Laborando 2 é um espaço de encontro, sensibilizaçom, visibilizaçom e formaçom de projetos liderado por mulheres e/ou que trabalha desde a perspectiva feminista e que se desenvolverá em formato virtual do 15 ao 30 de novembro. Os objetivos som criar umha rede de sororidade e ajuda mútua, visibilizar a presença e projetos de mulheres em distintos âmbitos e pôr em valor as nossas experiências.

Na quarta feira/ mércores 18 de 18 a 20hs estaremos participando do Fórum “Coidados e sáude dende a perspectiva feminista”.

Continuar lendo…

Novo Encontro Biocêntrico On line Tecendo Saúde: transformar a frustraçom em força criativa

Desanudar emoçons difíceis, canalizando-as cara a fins construtivos e criativos.

A frustraçom e a raiva som emoçons mui frequentes nos últimos meses. A atual situaçom sanitária está a colocar-nos frentre a desafios e cambios continuos. Diariamente estamos a lidar com expectativas que se frustram, planos que nom podemos levar a cabo, hábitos que nos vemos na necessidade de cambiar.

Para transitar esta situaçom de forma saudável é vital aprender a canalizar estas emoçons de modo a que nom se convertam em comportamentos de mal trato para conosco e para com as demais pessoas. Evitar que se cristalicem como amargura ou autocomiseraçom supondo um fator de risco para a nossa saúde e bem estar.

Continuar lendo…

Obradoiro temático Enraizar: agora também em Corunha

A resiliência é um conhecido fator protetor da saúde e do bem estar. Através de 3 sessons temáticas abordaremos diferentes aspectos da resiliencia empregando a metodologia Biodanza. Através da palabra partilhada, da música e do movimento enraizaremos os conteúdos e trataremos de sementar a força interior que precisamos para atravessar estes tempos difíceis, cuidar a nossa saúde e projetar-nos cara o futuro.

Pessoa de costas para a câmara levantando o cabelo e com uma folha apoiada sobre a sua coluna vertebral.
Foto: Matheus Bertelli em pexels.
Continuar lendo…

Cuidando a comunidade, espalhando saúde e bem estar

Imagino que as pessoas que me seguem há algum tempo conhecem a minha implicaçom em diferentes espaços e iniciativas sociais. Algo que vem de longe e que nesta altura empapa-se deste compromisso renovado com a saúde e o bem estar da comunidade que supom o projeto Biodanza Cheia de Vida.

Por isso é imensa a satisfaçom quando se conjugam estas duas dimensons que sinto profundamente interligadas: o engajamento social e o desenvolvimento deste projeto profissional que em realidade nasce e nutre-se do primeiro. Este mês vivim experiências que encarnam essa cumplicidade de fazeres.

Mans nas que se entrelaça um fio de lam rosa formando uma rede.
Tudo está interligado na trama da vida! Foto: Shheila em Flickr.
Continuar lendo…

Trans-ancestralidade e ternura radical

Há um par de meses conheci a Lia García/ La Novia Sirena (IG: @cucaracha_debarrio) ) neste podcast das incríveis Afrochingonas. Lia é pedagoga, artista, contadora de histórias e ativista feminista e polos direitos humanos e da comunidade trans. Mas sobre tudo sinto a Lia como umha mulher combativamente terna, umha artesam das palavras, umha fiadeira da memória ancestral das suas comunidades de pertença e umha alquimista que faz poesia, educaçom, arte e política a partir da resignificaçom de mitos e símbolos arquetípicos.

Desde que a conheci, é umha das minhas figuras de inspiraçom e guiança no sentir, pensar e fazer umha pedagogia biocêntrica para a emancipaçom, a felicidade e os bons viveres. E também converteu-se numa companheira mui querida!

Ilustraçom dumha sereia em branco sobre a bandeira afrotrans, que consta de faixas horizontais nas cores  celeste, rosa, preta, rosa, e celeste.
Ilustraçom tomada do podcast de Afrochingonas (para escutar preme o botom)
Continuar lendo…

Contato: sanaçom e autoreconhecimento

O contacto é umha fonte de saúde e representa umha das açons terapêuticas mais importantes. Rolando Toro

Através do contato podemos tranquilizar-nos nos momentos de estrés ou ansiedade. Podemos revitalizar-nos se nos sentimos algo apagadxs. Com o toque somos capazes de aliviar dores crônicas e também de reforçar o nosso sistema imune. Mas a funçom terapêutica do contato vai para mais além.

Continuar lendo…